Egipto

Como obter o seu visto ou e-visa?

Informação de vistos: Egipto


Os portugueses necessitam de visto para a entrada no Egipto. Na Expediatur assessoramos e realizamos todos os trâmites necessários para que você possa obter o seu visto de maneira rápida, segura e com o menor tempo possível.

Localizado na porção nordeste do continente africano, na região denominada África Mediterrânea, o território do Egipto possui fronteira terrestre com a Ásia. Limita-se a oeste com a Líbia, ao sul com o Sudão, a nordeste com a Faixa de Gaza e Israel, além de ser banhado pelo Mar Mediterrâneo ao norte e pelo Mar Vermelho a leste.

Com a paisagem dominada pelos desertos e pela presença do Rio Nilo, nele floresceu a primeira grande civilização da humanidade. Nos dias de hoje, o Egipto merece cada vez mais a atenção do viajante.

Do caos das ruas do Cairo a Abu Simbel, do Templo de Karnak, em Luxor, ao inóspito oásis de Siwa, do bíblico Monte Sinai aos resorts do litoral do Mar Vermelho – como Sharm-el-Sheikh, Hurghada ou mesmo Dahab -, da Biblioteca de Alexandria às incontornáveis Pirâmides de Gizé, passando pelo magnífico Delta do Nilo, o Egipto continua a ser um dos mais fascinantes destinos do Norte de África.

Clima

Muito quente no verão (junho a setembro), ultrapassando frequentemente os 40 graus,  temperado no inverno (outubro a maio).

Língua

A língua oficial é o árabe. Nos locais mais frequentados por turistas fala-se também o inglês e, em muito menor medida, francês e espanhol.

Moeda local / sistema bancário

A moeda local é a libra egípcia. São aceites cartões de crédito (sobretudo Visa) e podem fazer-se levantamentos de moeda local, em multibanco, por norma até 3000 libras egípcias / dia.

Cuidados de Saúde

Recomenda-se um seguro de viagem que cubra despesas médicas e de repatriação. Foram identificados alguns casos de gripe suína, segundo o Ministério da Saúde, e a presença do vírus da poliomielite, pela primeira vez nos últimos oito anos. Assim, a vacina contra difteria / polio / tétano é altamente recomendável, aconselhando-se igualmente para a hepatite A e febre tifoide. Sugere-se a utilização de repelente contra insetos. Evitar alimentos crus ou pouco cozidos (exceto em restaurantes de maior qualidade). Não beber água da torneira mas de garrafas devidamente seladas e respeitar sempre as recomendações de higiene das autoridades locais.

Transportes

Devido ao reforço dos controlos de segurança nos aeroportos das principais cidades egípcias – após o atentado reivindicado pelo Daesh, de que resultou a queda de uma avião da companhia russa Metrojet, proveniente de Sharm-el-Sheikh – , recomenda-se aos viajantes que antecipem a sua hora de chegada aos aeroportos. O país tem uma boa rede de transportes aéreos, ferroviários e rodoviários. Os mini bus e as classes inferiores dos comboios são de evitar. Nas cidades é prática recorrer ao serviço de táxis, recomendando-se no Cairo os novos veículos brancos ou amarelos porque dispõem de taxímetros (se utilizar outros táxis convém negociar o preço antes do início do serviço).

Segurança rodoviária

São frequentes os acidentes na estrada. Desaconselha-se a condução de automóvel em todo o país, sendo preferível o aluguer de viatura com motorista ou a utilização de táxi. No caso de ser impreterível utilizar carro particular, recomenda-se que as deslocações sejam feitas pelo menos a dois carros e sempre de dia.

Transporte marítimo

Os cruzeiros no Nilo são uma forma interessante de visitar o Sul do Egipto e as zonas históricas.

Tipos de vistos propostos por Expediatur


Turismo/Negócios

Perguntas frequentes


É obrigatório algum tipo de vacina para visitar o Egipto?

Sim, as vacinas obrigatórias são as de cólera e febre amarela. É altamente recomendável as vacinas de febrte tifoidea, hepatites A/B e tétano.